18 de abril de 2010

A PERTUR-BANDA - (o que abunda não vicia)












Assim nasceu a PERTUR-BANDA: "casualmente"!
Hoje com uns 20 violões, 10 teclados e 40 vozes, porque é sabido que "o que abunda não vicia" (mas cresce).


Em verdade, a PERTUR-BANDA se confunde com os próprios PERTUR-BARDOS, tal qual coração de mãe (me lembrei de Dona Neila, uma mulher encantadora, boníssima, que aprecia, incentiva e está sempre presente com seus sábios ensinamentos, palavras certas no momento certo - é também fã incondicional e mãe de Leoni - um beijo dona Neila, também somos todos seus fãs incondicionais).




Esse é o grande diferencial da PERTUR-BANDA: o amor, a amizade e o respeito mútuos entre seus integrantes e a quem mais vier, valorizando e agradecendo cada segundo do caminho (o fim, a Deus pertence!). O temperamento é adocicado por influência do bardo Nuno (do tipo "mamãe passou açucar em mim"), à exceção do bardo Carlão.. (este não tem jeito e nem queremos que tenha, é bom lembrar).



Não podemos esquecer da FORMAÇÃO ORIGINAL (PERO NO MUCHO), transcrita abaixo apenas com quem permanece. A base é VIOLÃO, desde os de "prima", como o do bardo Walter, de quem sou fã é irmã número única, até o mais sambado.

- Nuno Rau – violão meio sambado, voz mais ou menos, seqüências demenciais, crônicas aleatórias e aleatoriedades crônicas, leitura elétrica, se apresenta todo enrolado numa lona azul meio velha e surrada.
- Pepe Donato – violão, Windows Movie Maker, mandacaru elétrico, e no final de cada apresentação fica sozinho no meio do palco, vestido de Padim Ciço, e grita: VALEU!!
- Walter – violão de prima, coqueiro elétrico, rede acústica. Quando vai ao show (porque a Bahia é muito loooooooooonge, gente.....) fica tomando água de côco com uma pinga da boa, em sua rede instalada no meio do palco....
- Cássia – Manifesto Comunista elétrico. Ela fala demais (o Pepe não pára de reclamar desta característica de nossa amiga...), mas o resto do grupo encara isso como uma performance revolucionária.
- Ayssa – simpatia elétrica, sorriso acústico, poesia fervilhante. É a mascote do grupo, por estar no começo da adolescência, de modo que o show não tem palavrão não.
- Dione – performances pop, torresmo elétrico, fica competindo com o Felipe Grilo.
- Rafael Saddi – viola caipira elétrica, fusca velho acústico, às vezes manda o irmão no lugar dele e é quase a mesma coisa, porque são muito parecidos.
- Felipe Grilo – galã elétrico, faz as fãs surtarem na primeira fila, o que deixa o Dione muito p......
- Geovanni – é o único cara sério da turma, toca qualquer coisa elétrica ou acústica, dizem que tem vocação até para Hermeto Paschoal porque tira som inclusive de palito de dentes.
- Ana Cau – ladeira elétrica e céu de brigadeiro acústico.
- Carlos Cordeiro – cheirinho da Loló elétrico, farpas acústicas, detonações generalizadas. Em todos os shows fica vendendo balinha pra platéia nos intervalos pra inteirar o cachê da rapaziada. Ele vem porque vem porque vem.
- Marco Antonio - faz som com o suvaco que nem uma rabeca (Quase perdeu a formação por causa de um papo com o Gabeira).


Mantenham atualizada a PERTUR-BANDA trazendo informações sobre as constantes alterações. Essa nossa formação "casual" - e não, causal-, é um "causo sério," (em constante mutação como ensina o I Ching, pois a única coisa que não muda é a mudança).


12 comentários:

  1. E essa banda tem é história prá contar, hein Cássia? Ficou muito legal a postagem!
    Algumas listas do Pepe e do Rafa e as previsões do Nuno também precisam ser pescadas também ... por falar no Nuno , a gente está aguardando a formação atualizada da banda , viu rapaz ?

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post Cássia!
    Não faço parte da Pertur-banda (sou toltamente desprovida de talento musical...), mas sou uma Pertur-fã de carteirinha! ^^

    ResponderExcluir
  3. Aninha e Prii, depois de reler seus comentários e o texto sobre a PERTUR-BANDA, percebi que misturei os assutos, então vou retirar e postar depois sobre o CD, ok?
    Beijos, meninas.

    ResponderExcluir
  4. Queria apenas constar o que nosso sábio Nuno Rau, disse, ao concluir sua heróica formação dos PERTUR-BARDOS:

    De qualquer forma, nenhuma de minhas campanhas dá certo...então, é só relaxar, Leoni...


    Imagina se desse???

    ResponderExcluir
  5. Ahahahahah, Dione.....Essa foi pra provar que toda regra tem excessão e que mesmo a desorganização colhe frutos....rs

    Daí se infere que o Leoni está tenso agora???

    ResponderExcluir
  6. Esta semana tenho que atualizar a formação da banda. Mas acho que todos sabem que ainda lamento nossa primeira baixa. Bem, até os Beattles passaram por isso, porque os Pertur-Bardos não vão passar?

    ResponderExcluir
  7. O Vital também deve estar se lamentando até hoje por ter sumido dos Paralamas.

    ResponderExcluir
  8. Então vamos fazer uma música com chiuahua...heheheh.

    Saudações alvinegras, Marcão!

    E o nome do CD é ANARCOSSAMBALACOPOP, pô...rs.

    ResponderExcluir
  9. Quem não gosta de prognóstico, bom chiuaua não é!

    Cássia, o post ficou muito legal!

    ResponderExcluir
  10. E nem falamos no chacra ainda....

    ResponderExcluir
  11. Ué??? Não era agnóstico??

    CADÊ CARLÃO ?????

    ResponderExcluir
  12. Ué??? Não era agnóstico??

    CADÊ CARLÃO ?????

    ResponderExcluir